democraciaAbierta

Conheça os Awá, indígenas isolados que vivem em terra cercada por madeireiros

Um novo vídeo mostra o povo Awá do Maranhão, um grupo isolado que está sob forte ameaça de extinção pelos madeireiros na 'guerra' declarada à Amazônia pelo president Jair Bolsonaro.

29 July 2019
Mídia Índia

Um grupo de indígenas da floresta amazônica divulgou uma nova filmagem que mostra alguns dos indígenas isolados mais ameaçados do mundo. Essa é uma tentativa dos vizinhos Guajajara de ajudar os isolados Awá.

O vídeo mostra indígenas isolados do povo Awá no Maranhão, e foi filmado por indígenas Guajajara que estão protegendo os redutos de floresta restantes onde vivem seus vizinhos. O vídeo sendo divulgado pela Mídia Índia, uma associação de cineastas indígenas.

“A gente não tinha autorização para gravar, mas a gente sabe da importância de usar essa imagem do Awá porque se a gente não divulgar isso para o mundo eles vão acabar sendo assassinados pelos madeireiros. Há uma necessidade de estar mostrando que eles existem e que estão correndo risco de vida. Por isso, estamos usando essa imagem para pedir socorro pra que as autoridades possam proteger a vida de nossos parentes que não querem contato,” disse Erisvan Guajajara da Mídia Índia.

Os Guajajara caçavam próximo a suas aldeias quando viram os Awá, e este vídeo fornece provas de sua existência. Flay Guajajara, da Mídia Índia, que gravou as imagens, disse hoje: “Esperamos que esse filme traga um resultado positivo e faça uma repercussão internacional com um olhar voltado para a questão de proteger um povo, uma floresta, uma nação, uma terra e uma história”.

A mata nesta área está sendo rapidamente destruída, e um grupo de Guajajara, conhecido como Guardiões, regularmente patrulha a floresta para monitorar invasões e expulsar madeireiros. Muitos Guardiões enfrentam ameaças de morte, e alguns foram assassinados.

A Terra Indígena Arariboia é uma ilha verde cercada por áreas desmatadas. | Google Maps

“Nós, Guardiões, estamos defendendo os direitos de nosso povo, defendendo os isolados e defendendo a natureza para todos nós. Três guardiões da nossa terra foram assassinados. Precisamos que a terra seja protegida para sempre,” afirmou Olímpio Guajajara, coordenador dos Guardiões.

Os Awá frequentemente sofrem ataques de madeireiros. A maioria tem contato com o resto da sociedade, mas alguns vivem isolados nas únicas áreas significativas de floresta que restam.

O presidente Jair Bolsonaro ‘declarou guerra’ contra os povos indígenas do Brasil. Com sua retórica e ações anti-indígenas, madeireiros e fazendeiros se sentem encorajados e a quantidade de ataques às terras indígenas aumentou. Madeireiros estão invadindo esta floresta, a Terra Indígena Arariboia, e alguns de seus acampamentos foram localizados próximo aos Awá isolados.

“Só queremos viver em paz , sem desmatamento, sem invasão, queremos apenas que nossos direitos sejam respeitados, direitos garantidos pela constituição brasileira. Estamos pedindo socorro. Os Awá estão fugindo para poder sobreviver,” disse Edivan Guajajara, também da Mídia Índia.

Karapiru Awá viu toda sua família ser massacrada pelos karai (não-indígenas). Ele escapou e viveu sozinho por 10 anos. Logo depois ele se reencontrou com seu filho, que também vivenciou o ataque. | Survival International

Como parte da campanha global para a proteção das terras dos povos indígenas isolados, a Survival International trabalha com os Guardiões Guajajara e os apoia na proteção da floresta.

“Este vídeo é mais uma prova que os Awá isolados realmente existem. E uma rápida olhada em imagens de satélite mostra o tamanho do perigo que eles correm. Os madeireiros já mataram muitos de seus parentes e forçaram outros a sair da floresta. O presidente Bolsonaro e seus amigos da indústria madeireira bem que gostariam de ver eliminados aqueles que ainda sobrevivem. Apenas o clamor mundial pode impedir seu genocídio," disse Stephen Corry, diretor da Survival International.

Este artigo foi compartilhado pela Survival International.

Unete a nuestro boletín ¿Qué pasa con la democracia, la participación y derechos humanos en Latinoamérica? Entérate a través de nuestro boletín semanal. Suscríbeme al boletín.

Comentários

Aceitamos comentários, por favor consulte ás orientações para comentários de openDemocracy
Audio available Bookmark Check Language Close Comments Download Facebook Link Email Newsletter Newsletter Play Print Share Twitter Youtube Search Instagram