democraciaAbierta

Lula é o verdadeiro Papai Noel

Uma festa de Natal para o ex-presidente brasileiro. English

Manuela Ferraro
28 December 2018
Untitled_12.png

Imagem: cortesia da autoira. Todos os direitos reservados

Nessa véspera de Natal, ativistas se reuniram para celebrar com o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva. Mais de 500 apoiadores participaram de um ato interreligioso seguido da tradicional ceia natalina, na cidade de Curitiba, sul do país. Lá, na sede da Polícia Federal, Lula está encarcerado desde abril.

A festividade foi organizada por membros da “Vigília Lula Livre”, um acampamento montado em frente à Polícia Federal, no qual aproximadamente 60 ativistas protestam contra a prisão do ex-presidente há mais de 260 dias. Embora a vigília tenha enfrentado hostilidades de vizinhos e até mesmo um ataque com tiros ao longo do ano, seus moradores procuram fazer com que Lula sinta-se sempre amado. Todos os dias, os membros do grupo dão “bom dia, boa tarde e boa noite” para o ex-presidente, acompanhadas de palavras de suporte.

Entretanto, alguns ativistas vieram apenas para o evento natalino. Veronica Berge, 31, levou 14 horas para chegar em Curitiba do Rio de Janeiro. “Nós estamos vivendo tempos difíceis e a única maneira de ficar minimamente feliz é estar ao redor de pessoas que pensam do mesmo jeito que nós”, responde Verônica ao ser questionada porque ela decidiu se juntar à festa. Para ela, Lula representa resistencia contra “esse governo fascista [de Bolsonaro] que começa dia primeiro.”

“Lula é o verdadeiro Papai Noel, um verdadeiro discípulo de Jesus”, afirma Elias Gonçalves Rodrigues, 61. Elias acompanhou Lula durante toda sua carreira política. E explica que sua família, migrante do nordeste brasileiro, só conseguiu alcançar melhores condições de vida graças às políticas públicas do governo Lula. “Prender Papai Noel é crime”, diz.

lula santa.png

Para Elias Gonçalves Rodrigues, 61, Lula é “o verdadeiro Papai Noel”. Imagem: cortesia da autoira. Todos os direitos reservados.

Caso Lula

Filho de trabalhadores do campo iletrados, Lula surgiu como líder sindical durante a Ditadura Militar brasileira e ajudou a construir um partido de esquerda transformacional que liderou o país por mais de 13 anos.

Depois de um escândalo de impeachment envolvendo sua sucessora escolhida Dilma Rousseff em 2016, Lula foi condenado à 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. O ex-presidente foi considerado culpado de receber um apartamento duplex à beira mar no valor de $755,000 da empreiteira OAS. Segundo os promotores, o flat era parte de esquema bilionário liderado por ele.

Mas seus apoiadores consideram o julgamento uma perseguição política, reclamando a falta de provas. Lula afirma que nunca ganhou o apartamento. Alguns dizem que a prisão de Lula é uma resposta da elite brasileira à ascensão da classe trabalhadora possibilitada durante seu governo.

No dia de sua detenção, uma multidão ardente tentava impedir sua rendição. Atrás das grades, Lula foi impedido de disputar às eleições presidenciais de outubro, ainda que pesquisas o mostrassem em um primeiro lugar com vantagem em relação aos outros candidatos.

A batalha jurídica

A festa de Natal ocorre há apenas cinco dias de um dos episódios da batalha legal em torno do caso de Lula. Na última terça feira, um dos ministros do Supremo Tribunal Federal ordenou a soltura de todos os presos em segunda instância. Embora se encaixasse na situação de Lula, a liminar foi derrubada algumas horas depois pelo atual presidente do Supremo

Em julho, um juíz federal aceitou a petição de habeas corpus solicitada por membros do Partido dos Trabalhadores, provocando imediata reação de Sérgio Moro, o juíz responsável pela condenação de Lula. A ação provocou uma confrontação legal entre juízes, que terminou algumas horas depois com o bloqueio da saída do ex-presidente

Ao passo que o futuro de Lula permanece incerto, a “Vigília Lula Livre” vai manter seu ativismo. Grupos e famílias já planejam seu Reveillon em Curitiba. Até lá, Lula continuará como “o bom velhinho” para muitos.

lula papa noel 2.png

"Selfie en Curitiba". Imagem: cortesia da autoira. Todos os direitos reservados

Unete a nuestro boletín ¿Qué pasa con la democracia, la participación y derechos humanos en Latinoamérica? Entérate a través de nuestro boletín semanal. Suscríbeme al boletín.

Comentários

Aceitamos comentários, por favor consulte ás orientações para comentários de openDemocracy
Audio available Bookmark Check Language Close Comments Download Facebook Link Email Newsletter Newsletter Play Print Share Twitter Youtube Search Instagram