democraciaAbierta

A democracia se tornou digital

As plataformas digitais são um instrumento para democratizar a participação porque superam as tiranias do espaço e tempo tradicionais. Mas a melhora da participação democrática tem vários níveis de cumprimento. English, Español

Mònica Garriga Ricard Espelt
19 April 2018
social-media-2457842_960_720_0_0.png

Fonte: Pixabay, Dominio Público.

El ecosistema de_26.jpg

Este artigo é um extrato de um artigo original publicado no eBook El ecosistema de la Democracia Abierta e pode ser encontrado aquí.

As plataformas digitais estão gerando um impacto generalizado na sociedade, independentemente de produção ou consumo; partidos políticos ou movimentos sociais; administrações públicas, sindicatos, universidades ou meios de comunicação social, uma vez que suas características transversais e intergeracionais provocam um efeito que estende seu impacto praticamente de forma excessiva.

Nesse sentido, as plataformas online também vieram transformar o cooperativismo e os bens comuns digitais, já que o DNA desse tipo de iniciativas são o código aberto, a inovação e a sociedade dos bens comuns.

Desta forma, destacam-se exemplos como ‘Fairmondo’, um mercado virtual semelhante à Amazon, de origem alemã, que é uma cooperativa digital de propriedade dos mesmos usuários, além de serem também seus acionistas.

Do mesmo modo, é importante mencionar a "La Teixidora", uma plataforma digital democrática que organiza de forma cooperativa o conhecimento distribuído gerado em diferentes espaços no formato de conferências, reuniões, oficinas, entre outros, relacionados à política tecnológica e aos bens comuns.

Isso permite mostrar como esse tipo de iniciativa, que vem da sociedade civil, consegue abrir uma infinidade de possibilidades que, desde a dimensão tecnológica, estão gerando novos conceitos-chave que nos permitem compreender o processo atual de evolução, transformação e crescimento das sociedades.

No entanto, ainda está sendo estudado qual é o real impacto de uma plataforma digital no meio econômico e social, bem como a relação entre usuários e proprietários; enquanto se é determinado também quem deve governar os dados gerados pelas plataformas e os fins para os quais eles podem ou não serem utilizados.

Desta forma, vemos como as relações de poder são redefinidas e redimensionadas na era da Networked Society, na qual a dimensão tecnológica se torna um fator inevitável e essencial, especialmente quando falamos em democracia.

 

Unete a nuestro boletín ¿Qué pasa con la democracia, la participación y derechos humanos en Latinoamérica? Entérate a través de nuestro boletín semanal. Suscríbeme al boletín.

Comentários

Aceitamos comentários, por favor consulte ás orientações para comentários de openDemocracy
Audio available Bookmark Check Language Close Comments Download Facebook Link Email Newsletter Newsletter Play Print Share Twitter Youtube Search Instagram