democraciaAbierta

Política Recuperada: “estamos mais perto do que longe duma revolução democrática”

Giorgio Jackson fala de oxímoros e de retroalimentações, de revoluções e de democracias, de eixos velhos e novos, de conquistar o poder para deixá-lo ir. English Español 

Agustín Frizzera Giorgio Jackson
12 May 2017

Se estamos de acordo em relação a alguma coisa, é que o Giorgio Jackson é magnético, eléctrico.

Quando terminou a entrevista, a sua energia ficou a paira sobre o insólito set que montámos no Centro Cultural IMPA em Buenos Aires.

Falou de oxímoros e de retroalimentações, de revoluções e de democracias, de eixos velhos e novos. E duma determinação, cativante, de “conquistar o poder só para se desprender dele”.

Hoje, aqui pelo sul, está um calor terrível: talvez ouvir o Giorgio nos pode trazer um bocado de ar fresco.

Debaixo, a entrevista completa:

 

Política Recuperada apresenta uma série de dez entrevistas a membros destacada de Rede de Inovação Política na América Latina. Aproveitando que se reuniram em Buenos Aires, Agustín Frizzera preguntou-lhes quais são as apostas pelas novas formas de fazer política e como abordam a construção dos direitos da cidadania e o uso inclusivo da tecnologia.

Unete a nuestro boletín ¿Qué pasa con la democracia, la participación y derechos humanos en Latinoamérica? Entérate a través de nuestro boletín semanal. Suscríbeme al boletín.

Comentários

Aceitamos comentários, por favor consulte ás orientações para comentários de openDemocracy
Audio available Bookmark Check Language Close Comments Download Facebook Link Email Newsletter Newsletter Play Print Share Twitter Youtube Search Instagram